Como resgatar os créditos da Nota Paulista para contas bancárias

Desde 2007, a Nota Fiscal Paulista vem contribuindo com os consumidores de todo o Estado que pedem o CPF ou CNPJ na nota. Isso porque o programa prevê a restituição de até 20% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do valor das notas.

A devolução desta quantia é feita através de créditos, que podem ser transferidos para uma conta corrente ou até mesmo uma conta poupança. Para ter sucesso na operação, é importante que você realize todos os passos deste tutorial e veja o jeito certo para resgatar os créditos da Nota Paulista para uma conta bancária.

Regras para fazer a transferência

Antes de iniciar esse procedimento, é bem importante ficar sabendo de duas regras impostas pelo sistema, para que não haja nenhum tipo de frustração no momento de transferir o dinheiro. São elas:

1. Valor mínimo

A primeira regra para a realização da transferência bancária, é que você deverá ter pelo menos R$ 25 acumulados. Valores menores não são aceitos. Se você não sabe quanto tem disponível, veja aqui como consultar o saldo.

2. Titularidade da conta

Outra regra requisitada diz respeito à conta. Independentemente de ser poupança ou corrente, ele deve estar no mesmo nome do titular do cadastro da Nota Paulista. Ou seja, não é possível fazer o resgate para contas de terceiros.

Desta forma, caso forneça uma conta no nome de outra pessoa, o sistema depois de processar todos os dados fornecidos, irá rejeitar a transferência, devolvendo os créditos para o seu saldo da Nota Fiscal Pta novamente.

Como fazer a transferência

Como resgatar os créditos da Nota Paulista para contas bancárias

Agora vamos mostrar, efetivamente, o que você precisa fazer para transferir os créditos. Veja as orientações:

1ª parte – acesso ao cadastro

1. Entre no site da Nota Fiscal SP pelo endereço www.nfp.fazenda.sp.gov.br.

2. Clique na opção “Acesso ao Sistema”, localizada no lado esquerdo da tela.

3. Informe seus dados de acesso (CPF ou CNPJ e senha) e clique em “Acessar”.

2ª parte – resgate dos créditos

Esta etapa também é bem simples e não tem qualquer muita burocracia. Rapidamente você irá completar o segundo passo e terá seus créditos transferidos para sua conta bancária. Funciona assim:

1. Posicione o mouse sobre a opção “Conta Corrente”, localizada no menu principal, e clique em “Utilizar Créditos”.

2. Logo em seguida aparecerão algumas opções a ser escolhida por você. Clique na que melhor atender suas necessidades, ou seja, depositar em sua “conta corrente” ou em sua “conta poupança”. A opção para o IPVA também vai aparecer, mas ela só fica disponível em outubro.

Veja como transferir os créditos para contas da Caixa

Veja como transferir os créditos para contas do Banco do Brasil

3. Preencha os espaços com seus dados bancários solicitados; confira se todos os dados fornecidos estão corretos, para que não haja nenhuma complicação no processamento; ao finalizar, clique em “Confirmar”.

4. Na página seguinte, clique em “Efetuar Transferência”.

Agora o trabalho é por conta do sistema. Se tudo estiver em ordem, o dinheiro será liberado para sua devida conta bancária em até 15 dias úteis.

Pendências com o governo

É válido ressaltar que, caso tenha algum débito com o governo do Estado, você poderá encontrar alguns problemas ao tentar utilizar esses créditos da Nota Fiscal Paulista.

Portanto, é importante que você verifique se há alguma pendência a ser regularizada para não se frustrar ao tentar transferir os créditos ou descontar o IPVA.

Acumule créditos

Como falamos no início, os créditos devolvidos ao consumidor podem chegar a até 20% do ICMS do valor da nota fiscal, dependendo do produto ou serviço adquirido.

Até por isso, pode ser que demore algum tempo para você acumular a quantia de R$ 25 exigida pelo sistema para realizar uma transferência bancária.

A dica que deixamos para o final é: não tenha muita pressa com esta operação. Inclua o CPF em todas as compras, e deixe os créditos acumularem com o decorrer do tempo. Quando você menos esperar, lá estará o valor necessário para você resgatar. Vale lembrar que a Nota Paulista libera novos créditos duas vezes ao ano: em abril e em outubro.

Você acabou de conferia as informações sobre a transferência do dinheiro da Nota Fiscal Pta. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E se você ficou com alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Um comentário em “Como resgatar os créditos da Nota Paulista para contas bancárias

  • 7 de março de 2018 em 20:18
    Permalink

    ta uma porcaria quero ver meu saldo e nao comprar anuncios que nao me acrescenta em nada dificultam tudo que temos direito tem como facilitar pra gente consultar resgatar nosso misereo dinheiro a que temos direito.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *