Prêmio de R$ 1 milhão da Nota Paulista é bloqueado

No dia 15 de junho, o governo de São Paulo divulgou os ganhadores do prêmio do sorteio da Nota Fiscal Paulista de junho. E pela primeira vez na história do programa, a premiação máxima de R$ 1 milhão teve o pagamento bloqueado por suspeita de fraude.

O sorteado foi um homem de 46 anos, morador de Cotia (SP). O histórico de notas fiscais indica que, nos últimos 6 meses, 90% das notas que continham o seu CPF registrado foram realizadas praticamente todos os dias em uma loja de material de construção especializada em madeiras.

A prática chamou a atenção da Secretaria da Fazenda por não seguir o padrão dos consumidores que faturam os prêmios. Em geral, o perfil dos ganhadores indica a movimentação de notas fiscais em compras para consumo próprio.

“Esse caso especifico chama atenção porque foi o prêmio de R$ 1 milhão e tem um perfil que leva a crer que não foi um consumo próprio. Existe uma porcentagem muito grande de compras no mesmo estabelecimento, com mesmo tipo de produto, que não é condizente com o padrão de consumo que a pessoa aparenta ter”, explicou o coordenador do programa Nota Fiscal Paulista, Eduardo Ruggieri.

Auditoria

A partir de agora, a Secretaria da Fazenda vai dar andamento no processo de auditoria para analisar o ocorrido. Além do prêmio, o participante também teve os créditos suspensos. Ele já teve a sua presença solicitada para esclarecer a origem das notas com o seu CPF.

Validade do sorteio

De acordo com as regras do programa, o prêmio de R$ 1 milhão não poderá ser sorteado novamente.… Clique aqui para ler o artigo completo