Créditos da Nota Fiscal Paulista serão liberados em abril

Com uma considerável frequência, nós recebemos mensagens dos leitores do site perguntando quando o lote de créditos da Nota Fiscal Paulista é liberado. Pois então, fique bem atento (a) à resposta e grave ela bem gravado na sua mente: a Secretaria da Fazenda de São Paulo sempre faz a restituição duas vezes por ano. A primeira é em abril, e a segunda é em outubro.

Esse valor transferido pela SEFAZ corresponde a uma parcela do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que o governo paulista disponibiliza ao cidadão que pede o CPF nas notas fiscais. Essa fatia já foi de 30%, depois passou para 20% e agora varia de 5% a 30%.

Em outras palavras, é aquele dinheiro que retorna das compras do dia a dia, quando você informa pacientemente os 11 números do seu CPF na padaria, no mercadinho, na farmácia e em vários outros lugares. De pouquinho em pouquinho, dá para acumular alguma coisa. E uma graninha extra é sempre bem-vinda, né?

Cronograma da liberação

Lote créditos Nota Paulista

O governo trabalha com um calendário semestral para liberar os créditos da Nota Paulista. Dessa vez, o consumidor vai receber os valores correspondentes às compras feitas no 1º semestre de 2016.

Portanto, se por acaso você vez alguma compra grande tipo ostentação após junho de 2016, e está esperando uma restituição polpuda agora, é válido saber que ela só vai entrar no próximo lote. Para entender melhor, dá só uma olhada no cronograma:

  • Créditos gerados no 1º semestre de 2016 – repasse no 1º semestre de 2017
  • Créditos gerados no 2º semestre de 2016 – repasse no 2º semestre de 2017
  • Créditos gerados no 1º semestre de 2017 – repasse no 1º semestre de 2018
  • Créditos gerados no 2º semestre de 2017 – repasse no 2º semestre de 2018

Pagamento em duas etapas

Uma galera não sabe, mas não são só os consumidores comuns que “dividem o bolo” dos créditos da NF Paulista.… Clique aqui para ler o artigo completo

Como funciona a Nota Fiscal Paulista

A Nota Fiscal Paulista é um programa em atividade desde 2007. Parece que foi ontem, mas já se vai uma década de história do plano criado pelo governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Secretaria da Fazenda.

A iniciativa foi tão bem recebida pelos cidadãos que serviu de modelo para a ativação de outros sistemas semelhantes em diversos estados brasileiros, como Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Rio de Janeiro, Goiás, entre outros.

Qual é a função da NFP

Se você não sabe qual é o principal objetivo da Nota Paulista, a gente te explica como funciona. Ele foi planejado para atuar como um instrumento de incentivo fiscal das operações comerciais realizadas no Estado.

Em outras palavras, o programa oferece vantagens para todo consumidor que solicita a nota fiscal em suas compras. Sendo assim, ao pedir o cupom fiscal para ter direito aos benefícios, o cliente possibilita ao governo ter mais controle sobre as transações.

Quais são os benefícios da Nota Paulista

Ao registrar o CPF na nota, o consumidor tem direito a receber até 20% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do valor registrado na nota fiscal.

Além disso, a Secretaria da Fazenda realiza sorteios mensais com prêmios de R$ 1 mil a R$ 1 milhão. Para completar, também é possível utilizar os créditos para abater o valor do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Já para as empresas, os benefícios permitem diminuir a concorrência desleal, combater a pirataria de produtos, além de reduzir o tempo para armazenar as notas fiscais, uma vez que os trâmites da NF Paulista agilizam o processo de registro dos comprovantes.… Clique aqui para ler o artigo completo